quarta-feira, 3 de novembro de 2010

ACUADA






_Anna!... Venha para mim! Deixe-me abraçá-la... cuidar de você!
Anna parou defronte a porta de um dos quartos de uma desconhecida casa do século XVIII e respirou fundo, com a mão na maçaneta. A voz masculina e misteriosa que a chamava era doce, mas no fundo, Anna sentia que tinha um pouco de malicia e maldade.
Gotas de suor escorreram de sua face quando reparou mais uma vez o corredor sombrio e escuro em que estava. A casa estava vazia, exceto por ela e o dono da voz que a chamava. A porta rangeu baixinho quando ela a empurrou e seus olhos se encheram de medo e fascínio ao observar o quarto. A luz da lua tentava em vão entrar pela cortina em tom escuro da janela fechada. Uma vela bruxuleante pousada numa escrivaninha, destacava fantasmagoricamente os contornos de um homem que se encontrava de costas para Anna.
_ Que bom que está aqui. – disse ele com aquele mesmo tom de voz e Anna, se sentindo um pouco mais confiante, aproximou-se alguns passos do homem.
_Quem é você? – perguntou.
_Hora, aproxime-se e descubra você mesma.
Anna então, segurando as bordas de seu vestido vermelho, se aproximou do estranho. Ele suspirou e pareceu se arrepiar quando ela pousou sua tremula mão em seu ombro e como num filme em câmera lenta, ele segurando agora a minguante vela, foi voltando seu rosto para Anna e esta quando o contemplou , emitiu um mudo urro enquanto seus olhos refletiam um homem com o rosto totalmente desfigurado. Pedaços de pele pendiam de sua face enquanto em seus olhos escorria uma fina linha de sangue. Uma gosma nojenta balançava sonolenta em seu nariz descarnado e sua enorme boca desdentada, sorria malignamente para ela.
Anna conseguiu recuar alguns passos, mas caiu em seguida. O estranho se aproximava dela estendendo suas mãos como garras e os rostos nos quadros das paredes começaram a rir e a zombar dela.
_Agora sabe quem sou? Sou seu medo, seu tormento, sua desgraça...
Quanto mais ele se aproximava, mais seu coração batia e quando suas mãos se fecharam sobre o pescoço da jovem ela acordou, suada e ofegante.
Ao abrir os olhos, sentiu como se não o tivesse feito. Estava tudo escuro e todo seu corpo doía pois se encontrava espremida em seu guarda-roupas.
_ Nem nos sonhos tenho sossego. - choramingou
Com o coração batendo a mil, abriu vagarosamente uma fresta da porta e espiou. Seu quarto estava silencioso e desarrumado. Enxugando o suor nas costas da mão, ela escancarou a porta e saiu.
Percorreu cada canto do quarto com olhar, com as mãos na boca, procurando pessoas dilaceradas e quando se deu conta de que estava só ali, foi verificar nos outros cômodos de seu apartamento. Quando constou que realmente estava sozinha, se dirigiu para a sala e seu gato gordo e cinzento miou do sofá para ela quando a viu. Ela o ignorou, havia se esquecido dele. Sua mente estava sempre ocupada. Parou diante da grande porta de vidro para apreciar o por do sol, imaginando se um dia aquela perseguição a abandonaria.
Lá na rua lá em baixo, a metros e mais metros de distância, os carros buzinavam, pessoas conversavam e levavam suas vidas normalmente enquanto ela permanecia ali, trancada, sozinha e com medo.
Ficou observando o sol até ele mergulhar atrás de um prédio à frente e quando as sombras se deitaram em sua sala, vozes desconhecidas começaram novamente a zombar dela. Sem se atrever a olhar pra trás, Anna tomada novamente pelo pânico, abriu a grande porta de vidro. O vento secou sua face suada e brincou com seu fino pijama. Seu gato a espiava curioso em seu sossegado descanso.
Anna então passou uma perna na grade do alpendre, seu estomago revirou quando olhou lá embaixo. As vozes estavam mais perto agora. Oh, não podia suportar mais aquilo, se atirar dali era menos horrível do que continuar a ver aqueles corpos! Lançando um olhar cheio de sofrimento a eles já ao redor dela, se jogou lá embaixo, terminando assim com seu triste tormento.
O gato gordo e cinzento ao vê-la se atirar, fechou os olhos e dormiu. Não havia mais nada interessante para observar agora.

Fim

de Bruno Wolff

58 comentários:

  1. eu ja conhecia seu blog e venho aqui algumas vezes, afinal eu amo filmes de terror e derivados
    quanto a esse, foi bem escrito, mas sinceramente, não foi o seu melhor;o que não quer dizer que eu não gostei!
    sucesso pra vc

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto!!! Gosto muito desse tipo de texto, afinal prende o leitor até o final!!!!

    ResponderExcluir
  3. Heey, adorei seus textos.
    Com certeza vou sempre dar uma passada aqui, pois adoro esse tipo de texto.
    Parabéns!

    http://viicl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. toda vez que leio seu blog , fico com medo -brinks aeuhaheae

    otimo texto rs

    ResponderExcluir
  5. Já sigo seu blog a um tempo, e seus contos realmente nos deixam sem fôlego. Adorei esse! Parabéns, amo contos de terror/suspense deste criança, e você escreve bem.


    visite: http://fernandaamylice.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. A loucura não define o real da imaginação...
    Brilhante texto...

    ResponderExcluir
  7. muito bom!!! agora da uma lida nas minhas 2 histórias: http://acaoeartehqs.blogspot.com/
    Abração e parabéns!!

    ResponderExcluir
  8. Muito bom, prende mesmo...eu que não sou fanático por histórias de terror (só em filmes hehe) me deixou um pouco paralizado...

    ResponderExcluir
  9. Achei super legal o blog, a decoração está perfeita! E sobre o texto... Você realmente escreve muito bem estórias de terror! O ritmo é muito bom, estimula o leitor a imaginar a cena, parabéns!

    bjão!

    ResponderExcluir
  10. Ei, Bruno! Gostei do texto! Lembra um pouco um texto que escrevi chamado "!Alerta!", mas o teu é mais intrigante. Meu blog não é tão gótico quanto o teu... na verdade meu blog é bipolar, rs, mas confesso que o dark me fascina mais que outros estilos de texto. Se quiser e puder visitar o meu espaço ficarei honrada de saber que um gótico leu algum texto meu e opinou, rs.
    Parabéns pelo blog!
    Ah, rs, o endereço é www.alittledelving.blogspot.com
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. nossa, era só pra comentar, mas gostei tanto daqui que vou te seguir !!! terror e rock são meus pontos fracos, principalmente os cláaaaassicos e os filmes asiáticos !!! muito legal o que você escreve, me visite, me siga se quiser, vou ficar feliz ... se quiser também ser parceiro de links me dá um toque que eu topo na hora.

    http://arathane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito desse texto, o melhor dos que eu já li. Continue assim.

    http://sonhadordesperto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Excelente! Eplo jeito agora terei uma boa leitura a noite! Muito bom!
    http://medicinepractises.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Excelente texto, me assustei com ele ;/

    seu blog da medo =[

    http://mundodosamuka.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. legal é o primeiro blog de terror que eu vejo...

    ResponderExcluir
  16. Daí, cara!!
    Bem massa teu conto!! Tem futuro!!

    Abração!!

    www.teclasliterarias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Primeiro blog com contos de terror que eu visito, e cara, gostei muito! Num vou repetir os comentários acima, quase tudo já foi dito.
    Parabéns rapaz.
    beijos.
    http://tamararoots.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. cara, texto sinisrto como sempre! mt bom

    ResponderExcluir
  19. Cara, já li alguns textos por aqui. Você realmente escreve bem. Deveria escrever um livro.
    http://meucaonaochupamanga.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Olha você deve continuar escrevendo, por que seu conto foi simplesmente sensacional! Suspense e emoção na medida certa, sabe muito bem como envolver o leitor. Parabéns!

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Por mais que eu não goste de terror, tenho q admitir que seu blog está ótimo!!
    *O*
    eu amei o design!! :*
    http://oicarolina.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  22. cara q blog em,
    dar arrepios so de entrar
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk,
    gostei do texto muito bom.

    ResponderExcluir
  23. Parabéns! Muito bom texto nos prente do início
    ao fim!
    e adoreei as fotos!

    dá uma olhada lá!
    http://saahf.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Adorei o blog, adorei os textos. Sou fissurada nesse tipo de conteúdo também.Você está de parabéns tanto pela maneira de escrever como pela apresentação do espaço. Gostei muito mesmo.

    ResponderExcluir
  25. como sempre, um excelente texto. Nada mais simples que resolver o tormento que tirar a propria vida (apesar de triste).

    acho que achamos o nosso stephen king brasileiro rs.

    ResponderExcluir
  26. po cara, esse conto me chamou a atenção logo de cara, vou terminar de ler em casa :> visita meu blog tambem e ve meus contos :>

    ResponderExcluir
  27. Seus textos surpreendem. Sinistro.
    Sucesso aí

    www.tocadowilliam.com

    ResponderExcluir
  28. pense na pessoa apaixonada por terror!? sou eu!! rsrs vou voltar aqui com mais tempo para ler tudooo...adoro mto, parabéns

    ResponderExcluir
  29. Terror é algo incrível!
    Te prende, te da medo, mas você aguenta até o final... Ler então? Melhor ainda!!
    Parabéns pelo blog, voltarei mais vezes!!
    Espero sua visita:
    http://guardeparaosdiasdechuva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  30. Você mesmo quem escreve esses textos?! São muito bons,você sabe mesmo como entreter.

    Visitarei mais vezes.

    Jéssica Souza - Achados e Perdidos
    http://achadoseperdidosblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Ah outra coisa, o blog é assustador. As imagens ao lado são apavorantes!

    Jéssica Souza - Achados e Perdidos
    http://achadoseperdidosblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Já comentei mas mesmo assim, é sempre bom falar de coisas boas. O interessante do texto é que você mescla imagens de terror, com sentimentos. SOlidão, depressão, que de fato são assombrações nas mentes humanas. Você consegue dar formas a sentimentos tão ruins e comuns na vida de qualquer pessoa comum.

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  33. Já conheço seu blog, suas narrativas são otimas dentro do seu contexto, percebo que suas vitimas tem um Q de sedução junto a adrenalina do medo
    :0
    Passa la tbm...
    http://estigmaangel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  34. Nossa! O.O'Você escreve muito bem e seu texto deixa a gente preso na leitura, mas meu Deus. hahahhahahahahh Acho que nunca tive psicológico pra filme nem nada de terror ou suspense! hahaha

    Parabéns de novo ! Sucesso!

    ResponderExcluir
  35. Gostei mas é continuação de algum post? Fiquei sem entender pelo uso da reticências no inicio :P Mas está de parabéns!

    []'s
    blog.avoado.com

    ResponderExcluir
  36. adoro aqui :]
    por isso, te indiquei ao Premio Dardos! passa lá no meu blog, e dá uma olhada ;]
    beeijos ;*

    ResponderExcluir
  37. Você tem uma excelente noção de ritmo para o gênero...
    Tudo revelado aos poucos, causando curiosidade e nervosismo em certos trechos. A descrição final ficou excelente!

    ;D

    ResponderExcluir
  38. Nossa!!! Muito bom dsde o chamado dos ser isterioso "venha e descubra quem é" até o fatídico fim da Ana. Seu conto está melhor do que 90% dos filmes de terror da atualidade.
    Parabéns

    ResponderExcluir
  39. Conto bem bacana, terror e Rock tudo a ver =)

    ResponderExcluir
  40. assustador seu blog em


    http://planetahuumor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  41. Caramba cara, você escreve muito bem...Seu conto me prendeu do início ao fim. É como se as palavras tivessem me hipnotizado. Muito bem organizado o seu texto, e bem descritivo. Consegui imaginar cada cena, como se estivesse em um filme de terror.

    Muito bom mesmo.

    Abraços

    M!sunderstood

    ResponderExcluir
  42. Gostei do conto, uma riqueza de detalhes que impressiona, você deveria fazer parceria com um ilustrador, iria deixar os contos bem mais fodas!

    abçs!

    ResponderExcluir
  43. Olá quando eu era criança gostava muito de filmes de terror, hoje já crecidinha continuo gostando, mas adimito ter mais medo do que antes, gostei do texto e tambem das ilustrações, pois trabalho com Photoshop e adoro criar imagens e animações, por falar nisso visite meu blog especializado em Photoshop, se preferi podemos fazer parceria é só me avisar!!! www.usandoeaprendendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  44. mais um ótimo conto. Ainda tirarei uma noite livre para ler as variadas postagens do seu blog, afinal, ler de dia nem dá tanto arrepio assim auhahua

    http://umdiaentenderei.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  45. Escrevi um conto parecido certa vez; o meu estava narrado como uma carta de suicídio.
    Bem, está excelente, como supunha.

    ResponderExcluir
  46. Nossa senhora...consegues me cativar! Amei!

    ResponderExcluir
  47. Parabens...a-do-reiiiiiiiiiiiiii...o texto da casa velha entao...putz...parabens...

    ResponderExcluir
  48. Que imaginação para suspense você tem, hein! Parabéns!

    ResponderExcluir
  49. Ótima história, como já tinha lido e comentei na de cima. Está uma melhor que a outra.
    Ainda não conhecia seu espao aqui, mas adorei mesmo, histórias assim são super interessantes!

    Beijinhos http://bruuhloira.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  50. Eu imagingei toda a cena como se estivesse vendo um filme de terror.. Adorei. Gosto desse gênero.

    ResponderExcluir
  51. sinistro seu blog rs , gostei muito e vou seguir '

    segue la tbm
    http://siqueiramichelle.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  52. Nossa, gostei muito. Suas histórias poderiam virar um livro de contos. Sucesso!

    Siga os Antiquados: http://osantiquados.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  53. tinha tempo q eu n passava aqui
    seu blog está mto bom
    cada dia melhor
    parabéns
    vc precisa nos visitar mais
    para a gente lembrar de vir aqui sempre
    mas tá valendo
    parabéns novamente
    <>
    visite-nos e comente tmbm
    gostando siga e avise que retribuiremos
    se seguir deixe o aviso no comentário
    deixando o seu link para retribuirmos
    <>
    grato
    <>
    http://mikaelmoraes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  54. Gostei. Não havia outra saída para a pobrezinha e ela se matou. Solução rápida e simples. Achei que faltou um motivo: Por que ela tiha aqueles pesadelos e visões?
    Desculpe, eu sou detalhista mesmo. Bom conto.

    ResponderExcluir