sábado, 8 de maio de 2010

A VINGANÇA DO ORC




Em tempos imemoráveis, quando o sol ainda era jovem e seres humanos caminhavam no mesmo solo que extraordinárias criaturas bélicas e seres repugnantes,o rei Kram, que governava a bela região de Clamor, soube que um bando de orcs habitou uma montanha próxima ás suas terras. Contrariado, achando que aquelas criaturas enrugadas, esverdeadas e de um aspecto brutal pudessem destruir a paz e a beleza daquela região, preparou seus soldados e ordenou-lhes que invadissem aquela área na calada da noite e destruíssem todos eles. Muitos orcs foram aniquilados, e alguns mais espertos que não agüentaram mais lutar, fingiram-se de mortos e fugiram após a luta, mas destes poucos sobreviveram depois.
Krukz, o orc-chefe fora um dos sobreviventes, mesmo tendo vários ferimentos profundos. Este, enquanto fugia sozinho após a batalha, não conseguia entender o motivo daquela matança, pois os orcs de sua espécie eram conhecidos como ‘benignos’, sendo tranqüilos e inteligentes. Era verdade que tinham um aspecto bruto e maligno, mas eram muito sossegados e dificilmente se envolviam em conflitos com humanos. Eram extremamente diferentes das outras raças que matavam humanos por pura diversão.
Temendo que os soldados fossem caçar os que fugiram, Krukz fora se esconder numa caverna da montanha mais alta, onde humano nenhum poderia chegar, há milhas e milhas de distância das terras do rei Kram. Mas lá enquanto se recompunha dos ferimentos, um sentimento quase nunca explorado por ele e sua raça começou a dominá-lo. O ódio. Sentia sede de vingança. Tinha que se vingar do rei, pelos seus mortos, pelo sossego que já não tinha e pela amarga solidão que o acompanhava desde a matança.
Então, dias depois, quando se sentia forte e capaz, saíra pela primeira vez da caverna, para saciar-se da vingança. Iria ao menos matar alguém que faria o rei sentir o gosto amargo da perda.
Oculto na floresta na orla do castelo, Krukz passara dias observando e descobrira que o rei tinha uma linda filha chamada Nija e que estava prestes a se casar com um dos soldados, um dos malditos que destruira a vida de muitos da sua raça. Decidira então acabar com ela, mas precisava contar com a propícia oportunidade, não teria pressa.


Então numa fria e calma noite em que o orc dormia dentro de um tronco oco de uma árvore, algo o fez despertar. Eram vozes e risadas, estavam vindo de muito perto. Saindo então calma e silenciosamente de seu esconderijo, Krukz fora observar e mal acreditou quando viu por detrás de um arbusto a filha do rei numa pequena clareira deitada com seu amado. Riam e conversavam satisfeitos. Os olhos do orc brilharam como nunca, um brilho frio e malévolo.
Estava ali a oportunidade que esperava. Poderia matar os dois, despedaça-los e lanças suas cabeças numa das janelas do castelo. Que vingança deliciosa!
Ele ficara um tempo pensando em como agiria enquanto observava os dois se acariciarem e trocarem doces palavras de amor. Decidira então invadir de uma vez, sair correndo em direção a eles e esganá-los até a morte. Pegá-los-ia de surpresa, assim como o pai dela ordenara que fizessem com seu clã.
Então, quando se aprumou para atacá-los escutara algo de Nija que o fez mudar de plano. Ela dissera a seu amado que estava grávida, que sentia já um pequeno ser sendo gerado dentro dela. O soldado dissera algo sobre o rei se espantar com a gravidez antes da cerimônia de união, mas depois ele chorou satisfeito, os dois choraram emocionados e o orc sorriu pois viu que sua vingança não seria tão simples como supunha...


Nija então chamou seu amado pra irem embora. O orc ficou ansioso e excitado, perderia a chance? Nunca.
Enquanto os dois se levantavam, o orc pôs seu novo plano em ação; atirara uma pedra na cabeça do soldado afundando-a em seu crânio,e este caiu na hora, morto. Nija, assustada e chocada, ajoelhara ao seu lado e gritava por seu nome ‘Haggard, Haggard’, enquanto tentava enxergar na penumbra o autor daquilo. O orc então saiu de trás dos arbustos e correu em direção a Nija e esta quando o viu soltara um urro de medo e desmaiara de horror.
O orc sorriu novamente ao contemplar os dois ali; o soldado com uma cratera na cabeça e Nija profundamente desmaiada com uma expressão congelada de medo.
Percebendo que não poderia perder tempo por causa dos gritos de Nija, rasgara então a camisa do soldado e com a unha grande e afiada escrevera no peito dele:
“ Maldito rei Kram, tirara injustamente tudo de mim, por isso tirarei de você sua jóia mais preciosa, sua filha e o filho de Haggard que ela espera. Torço para que a tristeza o abrace, e que a agonia seja sua companheira dia e noite...Tenha certeza de que uma nova raça de orcs nascerá.... Krukz, orc-chefe”
Quando terminou de escrever, Krukz pegara delicadamente Nija e a pusera no ombro e partira o mais rápido possível pra caverna no alto da montanha enquanto ao longe ouvia pessoas que se aproximavam da clareira.
Então, naquela mesma noite, o rei, ao saber do grande infortúnio que lhe atingira, convocou todos os seus súditos e ordenou-lhes que os encontrassem, mandara também pedir ajuda aos reinos vizinhos na busca, deixando bem claro que trouxessem o orc vivo. Iria com suas próprias mãos castiga-lo com uma morte lenta e dolorosa. Mas todos seus esforços foram em vão.


Na medida em que o tempo ia passando, o rei com sua contínua angustia ia ficando cada vez mais doente e inconsolável e várias primaveras depois que tivera sua filha seqüestrada, os soldados finalmente a encontraram próximo ao portão do castelo, mas sem vida. Fora depositada ali durante a noite discretamente. O rei ao contemplá-la, mal pôde acreditar que aquela era sua Nija. Encontrava-se totalmente desprovida de sua beleza, ferida, suja e desgraçadamente morta, e como se não bastasse o rei fora tomado por uma terrível depressão por não ter absoluta certeza se ela ao menos dera luz ao filho de Haggard. Jamais esquecera ou descartara o que viu escrito na pele daquele pobre infeliz soldado.
Cheio de ódio e tristeza, o rei intensificara ainda mais as buscas, pedindo ajuda a outros reinos distantes, mas novamente frustrou-se com o fracasso.
Tempos depois, o rei que já não cabia em si de tristeza pra não falar da doença, morrera de choque e horror ao ler o que fora escrito na pele de três soldados que foram encontrados mortos na floreta. Com letras escarranchadas escritas á unha pelo próprio orc vingador, ele lera que durante o tempo em que Nija estivera em suas mãos, ele reencontrara os orcs de sua espécie que haviam sobrevivido ao ataque e que ela dera a luz a um menino, Drup, filho segundo ela de Haggard; e que depois deste, sendo estrupada por diversas vezes por Krukz, dera luz a mais três filhos semi-humanos, mestiços. Krukz garantira que criaria o neto do rei como um filho e confessou que mal podia esperar o dia em que seus quatros filhos lhes dessem netos, aumentando assim uma nova raça de orcs.

Fim
de Bruno Wolff

55 comentários:

  1. So comentem se realmente ler, se preferir leiam outro mais pqno ;)

    ResponderExcluir
  2. ficou muito bom, gosto de textos com alusões mitológicas.

    ResponderExcluir
  3. Nossa eu adorei os detalhes do texto, mas você ainda deixou em algumas partes do texo um gositnho de quero mais. Você escreve muito bem :)


    http://futurismologa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. putz veei mto massa *-*'


    visita aê
    http://taayalves.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. as descriçoes são fantásticas, muito bom.
    deixa com vontade de mais e mais..

    ResponderExcluir
  6. Gostei ficou legal mesmo, uma coisa que eu acho legal, é que você deveria investir mais em ilustrações!

    http://casadeinverno.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que "estória"

    Seu post, tem muita propriedade, uma escrita única e talvez perversa, não que isto seja ruim, mas apenas não me agrade.

    O que não fazem através da vingança?

    Aquela situação toda, mudou parte até de sua genética benevolente...

    Acho que deveria ter um continuação, dessa nova raça, dessa talvez revolução e evolução de espécies.

    se quiser e puder:

    http://memoriaspsicodelicas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. D+ cara, gosto desse estilo medieval, tanto que estou escrevendo um em meu blog.

    Da uma passadinha lá quando puder, vai ser um prazer.

    http://kimuratorredevidro.blogspot.com/

    Como sempre seu blog está de parabéns.
    abço!

    ResponderExcluir
  9. Só pra registrar o comentário através da comunidade do blog.... vou continuar lendo seus textos, muito interessantes..

    Esse post do Orc eu nunca vi um blog com essa característica,parabéns pela originalidade..


    http://www.colunasdehercules.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. muito bom texto
    e parabens pelo selo =D

    ResponderExcluir
  11. Muito criativo, legal o blog... gosto muito de contos e os seus me lembram o formato do "1001 noites". Gostei...^^

    ResponderExcluir
  12. Tenso


    mas do caralho muito bom tomei um puta susto meu celular tocou no meio da leitura

    O melhor blog do meu .... Bairro agora está com vídeos
    http://blogdocharque.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Muito bom! Adoro leituras estilo rpg. :D

    ResponderExcluir
  14. Vc escreve bem e o seu blog faz direitinho o que se propõe, parabens !

    visita meu blog, talvez vc goste !

    http://amansim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. bom blog
    o texto muito bem elaborado, embora na minha opinião poderia investir na questão da caracterização dos cenários e personagens, mas o texto está muito bom, sem aquelas bobagens de finais alegres e melosos, apenas os fatos, nús.

    curti mesmo seu trabalho =]

    http://bonecozumbie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. apesar de não gostar muito de terror, achei seus textos muito bons, muito bem construídos e com muito sentido . parabéns
    beeijos

    ResponderExcluir
  17. Interessante, apesar de não fazer o meu gênero preferido.

    ResponderExcluir
  18. boum mesm, eh vc mesm q criou?

    vou ler otros ;)

    http://drehluvz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. que criatividade! adorie o blog parabens!!

    ResponderExcluir
  20. ahuahuahauhauhau

    Como sempre me fez perder as palavras...rsrs

    Acho que sombrio é pouco para seu texto
    ele é horripilante ( no bom sentido é claro...rsr)

    hehehe
    =D

    aii meus parabéns, viu?
    ë muito bom saber que você está melhorando
    cada vez mais seus textos , que suas histórias
    estão cada vez mais interessantes!

    Realmente Meus parabéns!

    xD

    De todo o meu coração desejo que vc mehore cada vez mais e que tenha muito sucesso com suas histórias..!
    hehehehe
    =D

    beijinhos....ô/

    http://denisemendes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Você realmente é bem criativo.
    Muito bom seu texto , mais nao sou muito fã de contos de terror [/medo kkk.
    Mais você escreve muito bem .
    Continue escrevendo ;D

    http://dreamsofyorrana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. Que final perverso! Certamente uma leitura deleitável e atraente. Você consegue manipular muito bem as palavras e surpreender o leitor com as reviravoltas que a história dá. Gosto muito de contos de terror e misturado com fantasia medieval, ainda melhor!

    Quero deixar um convite para você participar de uma Revista Digital de Terror que estou organizando. Adoraria ter um conto seu publicado!

    http://livronegrodoterror.blogspot.com/

    Abraços!

    ResponderExcluir
  23. blog louco d+ vou fikr aki por horas ^^

    ResponderExcluir
  24. demorei mas li até o final. o interessante é que normalmente não tenho mta paciência para essas histórias, mas não consegui parar de ler... apesar de ser um gênero que não sou mto fã.
    vc é fera na escrita.
    ja que gosta dessa temática, meu novo post faço uma critica de um filme de terror.
    se tiver um tempo passe la
    abraços.
    fabiano

    http://blog-do-faibis.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. criatividade não lhe falta ! achei o blog bem diferente, incomum ! bjos

    ResponderExcluir
  26. putz, eu já li esse texto outro dia ... é muito loco USJISUJSO

    ResponderExcluir
  27. Véio!!!
    Sensacional!
    E o blog inteiro tá muito bom também!
    Parabéns!

    Raphael Verçosa
    http://cabecasvaorolar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. Que coincidência... Estou lendo Silmarillion. Adorei. Muito bom! Tem continuação? Quando tiver, me manda um alô!! Adorei a parte de comunicação via pele. De saber o que está acontecendo através dos corpos do mortos. Muito bom! Continue! Continue!

    ResponderExcluir
  29. Muito legal, gosto do estilo de assuntos do seu blog. Apesar que não sou bom para escrever sobre ele . Abraços
    http://jovemandrade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  30. adorei esse texto bem estilo medieval descreve direitinho o que vc curte parabéns pelo blog!!!

    ResponderExcluir
  31. Muito obrigado cara! Hoje eu comprei a coleção de Senhor dos Anéis! Seu posting foi uma ótima preparação para o livro. Adoro muito esse tipo de texto! Um abraço! Visite-me quando der, também gosto de escrever!
    Continue postando cara.
    Olha, sei que não tem muito a ver com o blog, mas eu adoro histórias de elfos e hobbits. De repente ficaria muito legal se os encaixasse em algum contexto desse gênero.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  32. Darkkk...

    mt massa..

    parabens

    http://ximbolistas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  33. blog perfect
    http://www.bebellima7.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  34. adorei seu blog..parabéns.....já estou seguindo, segue o meu também...bjssss

    www.diariorapunzel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  35. nossa alem de um pouco pesado(claro é conto de horror..rs)muito bom,me surpreendi com esse quando eu pensei q ele nao ia atirar a pedra ele atirou...quandoo pensei q ela tinha morrido ela tava viva...e o final foi surpreendente tb..nao vou dizer p ninguem colar e ter q ler o pst...mas gostei mesmo!!

    ResponderExcluir
  36. O Orc vingador sequestrou a filha do rei e de quebra se vingou de toda uma raça...

    Escreves muito bem... Essa história lembra a trilogia "SR. dos Anéis".


    GoOd

    ResponderExcluir
  37. Outro Post destruidor parcero..
    Parabénsssss!
    Continua escrevendo desse tipo ai irmão!

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. muito criativo! adoro coisas mitológicas

    ResponderExcluir
  40. curto muito o estilo de blogs que nem o seu dificil de encontrar uns iguais em
    parabens

    visita

    http://higor-68sp.blogspot.com/2010/06/51-maneiras-de-irritar-pais.html

    ResponderExcluir
  41. Gostei muito do seu blog, seu tipo de escrita é bem interessante!

    ResponderExcluir
  42. Como sempre textos muito bem elaborados, gosto dos seus contos.

    ResponderExcluir
  43. Você tem muita criatvidade e é interessante a forma como descreve muitos detalhes interessantes nos seus textos.

    ResponderExcluir